Trail de São Mamede é orgulho local

A Liga Allianz Running Record vai mudar hoje de piso, dos sapatos para uma prova mais exigente, que necessita de muito equilíbrio em cada passada. E trata-se de um regresso. De facto, vamos até Portalegre para a 7ª edição do Ultra Trail da Serra de São Mamede, importante prova de corridas em trilhos, que integra o calendário nacional e que ainda está certificada como uma das poucas que permitem pontos de qualificação para a mítica prova Ultra Trail Mont Blanc.
 
Sendo o segundo ano em que a prova está na Liga Allianz Running  Record, o líder da vasta equipa organizadora, João Carlos Correia, crê que “o mediatismo conseguido no ano passado  poderá ter uma relação com os números mais elevados de procura para a prova mais curta”, notando que o número de inscrições “está dentro das nossas expectativas, apesar da forte concorrência de outras organizações similares”.
 
Entre os corredores que habitualmente procuram os trilhos portugueses, a UTSM é uma das competições mais queridas e elogiadas. “Sim, temos muitos feedbaks positivos, quer nas nossas páginas, quer pessoalmente quando vamos a outros eventos”, diz o organizador que já foi diretor técnico regional da Associação de Atletismo de Portalegre. “As boas impressões que os atletas referem partem da forma abnegada com que a nossa equipa organiza esta competição. Temos imensos voluntários que se desdobram em esforços para que a nossa prova atinja um patamar elevado e, pelo que já observei em muitas outras grandes provas no estrangeiro e aqui em Portugal, já temos um nível alto”, refere João Carlos Correia,  para quem “é muito difícil um clube amador como o nosso fazer melhor”.
 
O evento está dividido em quatro provas, sendo que a corrida mais longa, de 100 km, começou à meia-noite, com as restantes a terem o tido de partida hoje de manhã, em locais diferentes. Já a chegada acontece, em todas elas, no  Estádio Eduardo de Sousa Lima. 

Subscreva a Newsletter e receba as notícias em primeira mão