Primeira prova de corrida: o manual de etiqueta

A Liga Allianz Record já arrancou. A primeira corrida aconteceu a 12 de março em Montemor e contou com uma distância de dez quilómetros. A próxima está marcada para o dia 26, na Guarda. No total serão 18 provas distribuídas por 18 cidades portuguesas, com percursos e níveis de dificuldade distintos. 

 

Há quem comece a correr para ficar mais saudável, para perder peso ou para aumentar a resistência. Mas, em determinado momento, todos os novos corredores, independentemente do objetivo, querem testar-se e saber até onde é que conseguem ir. Como é que o fazem? Inscrevem-se numa prova. Este é, de facto, um ótimo método. Participar numa corrida é uma experiência de superação, muito enriquecedora, em que centenas de atletas correm, lado a lado, para chegarem ao mesmo destino.

 

Para que tudo corra bem, para que não haja empurrões, quedas e discussões no decorrer dos vários quilómetros, é importante que todos os participantes (especialmente os iniciantes) estejam conscientes de que existem regras de comportamento fundamentais. Para ajudar, disponibilizamos um manual de etiqueta, que nem sempre faz parte dos regulamentos das provas, com cinco pontos essenciais.

 

Tudo começa na partida

 

A partida de uma corrida parece só um enorme aglomerado de gente, mas a verdade é que no meio deste cenário caótico existem algumas regras de organização que estão tacitamente estabelecidas, mas que é natural que quem corre pela primeira vez não conheça. 

 

Tudo tem uma lógica. Os atletas mais experientes procuram bater recordes, querem fazer tempos cada vez mais curtos e, por isso, vão correr mais rápido e vão começar logo com uma velocidade bastante superior a quem está ainda a começar. Por isso, são estes os participantes que devem ficar nos lugares da frente da partida, para que não haja empurrões e quedas na altura em que soa o apito. 

 

Não forme cordões humano

 

Correr rodeado de amigos é uma experiência muito mais gira. Mas, até neste aspeto, convém estar consciente de que existem regras de educação e de organização que visam respeitar todos os atlettas que correm. Fazer uma espécie de cordão  humano não é bom, uma vez que forma uma barreira para quem quer correr rápido e tem um record para bater. Somamos a isto, a possibilidade de ouvir reclamações por parte destes atletas. Não é agradável para ninguém. 

 

Corram em conjunto, sim, mas formem uma espécie de fila indianda ou garantam que não estão a bloquear o percurso a ninguém.

 

Quer ultrapassar? Siga esta regra

 

Neste aspeto funciona quase como se estivesse a andar de carro ou de bicicleta. As ultrapassagens devem ser assinaladas e falar não basta, uma vez que muitos participantes correm com auscultadores. O ideal será fazer sinal de ultrapassagem com a mão. Assim toda a gente se entende e ninguém é empurrado. 

 

Como chegar ao posto de abastecimento

 

Têm sede, estão cansados e querem repor energias durante a prova? Tudo se resolve: ao longo das provas há vários postos de abastecimento que pretendem responder a esta necessidade. Mas aquilo que muitas vezes acontece é que as pessoas se atropelam para lá chegarem. Não há necessidade. Basta seguir a linha ordenadamente e estender o braço para apanhar a garrafa. A linha de pessoas a fornecer o abastecimento é grande, precisamente, para evitar estes encontrões e possíveis quedas. 

 

Quando acabar de beber água, saiba para onde atirar a garrafa

 

Chegar a um caixote do lixo poder ser complicado, mas em circunstância nenhuma um atleta deverá deitar a garrafa de água para o chão, deixando-a no meio do caminho. Isto é perigoso, pois um outro participante pode não ver, escorregar e cair. O ideal será procurar um caixote aberto e, caso não o veja, garantir que atira o lixo para a berma da estrada. 

 

Além destas regras de etiqueta, é obviamente importante cumprir o regulamento da prova e estar atento às indicações no percurso para poder antecipar os abastecimentos e todas as movimentações da corrida.

 

Subscreva a Newsletter e receba as notícias em primeira mão