Os incríveis dados da vitória de Kilian Jornet na Marathon du Mont-Blanc

Em março deste ano, enquanto fazia esqui, o lendário Kilian Jornet via uma grave lesão bater-lhe à porta. Tinha partido o perónio a menos de quatro meses de um dos seus objetivos da temporada: a Marathon du Mont-Blanc. E se preparar uma prova deste tipo exige um foco e condições físicas incríveis, maior se torna a exigência quando a preparação é interrompida de forma abrupta pela necessidade de debelar uma complicada lesão como a fratura do perónio. Mas para o mítico Kilian nem isso serve como travão. A 1 de julho lá estava ele à partida, para menos de quatro horas depois cruzar a meta naquele lugar em que todos esperavam que passaria. O primeiro. E nem mesmo a lesão o parou.

E mais incrível é analisar a sua performance olhando para os dados fornecidos pelo próprio na plataforma Strava, na qual cada vez mais corredores partilham o seu dia a dia de atividades. Foram 3:54:26 horas para completar 42,2 quilómetros, a um pace médio de 5:39 minutos por quilómetro, isto numa maratona de montanha, com um desnível acumulado de quase três quilómetros (2730 metros).

Consistente em subida - o seu quilómetro mais lento (32.º) demorou 9:16 minutos - e muito rápido em descida - fez o quilómetro mais rápido (17.º) em 3:22 minutos - o catalão queimou quase 4300 calorias, com uma pulsação média de 169 por minuto, isto segundo os dados do seu Suunto 9 (o mais recente modelo da marca finlandesa). A título de curiosidade, segundo os dados gravados, o catalão utilizou os Salomon Sense nesta prova.

Consulte todos os dados da atividade.

 

Contacte-nos através do email: recordptrunning@gmail.com

Acompanhe todas as novidades da Liga Allianz Running by Record
 

 

Subscreva a Newsletter e receba as notícias em primeira mão