EDP Maratona de Lisboa e Luso Meia Maratona com maior elite de sempre

05OUT 15h44

Será com o maior pelotão de elite que este domingo irão para a estrada a Luso Meia Maratona e a EDP Maratona de Lisboa, duas provas organizadas pelo Maratona Clube de Portugal (MCP) que contarão igualmente com casa cheia no que ao pelotão popular diz respeito. Ao todo, segundo dados do MCP, estão inscritos cerca de 24 mil corredores entre as três provas do prova (incluindo a EDP Mini Maratona).

Na distância rainha, a maratona, com arranque em Cascais e chegada no Terreiro do Paço, em Lisboa, à partida estarão 16 atletas com recordes pessoais abaixo das 2:10 horas, incluindo o atual campeão da prova lisboeta e também recordista do percurso, o etíope Andualem Belay Shiferaw (2:05.52). Além do detentor do título da maratona lisboeta, destaque para o compatriota Mekuant Ayenew Gebre (2:04.46) e o queniano Nicholas Kirwa (2:05.01). Quanto às senhoras, a atleta com melhor marca pessoal é a veterana queniana Priscah Jeptoo (2:20.14), de 38 anos, destacando-se ainda os nomes da compatriota Bornes Jepkirui Kitur (2:21.26) e da etíope Abebech Afework (2:23.33).

Em relação à Luso Meia Maratona, no pelotão masculino o grande destaque vai para o queniano Isaac Kipsang Temoi, o único dos presentes com recorde abaixo da hora: 59.44. Vencedor da prova da capital em 2019, Temoi terá como principais adversários os ugandeses Maxwell Kortek Rotich (60.20) e Isaac Kibet (60.20) e ainda o etíope Dinkalen Ayele Adaen (60.29). Em relação aos portugueses presentes, destaque para os nomes de Hermano Ferreira (61.24), Rui Pinto (62.56) e Miguel Borges (64.55).

Na prova feminina, nota para a presença de seis atletas com marcas abaixo dos 70 minutos, com destaque para Magdalena Shauri (66.37), Ludwina Chepngetich (67.30), Stella Jepkosgei Rutto (67.45), Alemaddis Eyayu (68.04). No pelotão feminino estarão ainda Carla Salomé Rocha (1:12.12), Susana Cunha, que esteve este ano na maratona dos Europeus de Munique, Dulce Felix (68.33) e Sara Moreira (69.18).

Em jeito de antevisão, Carlos Moia mostra-se feliz tanto pela qualidade do pelotão de elite, mas também pela adesão popular. "A par de uma elite de topo, que faz de Lisboa a capital mundial do desporto durante o fim de semana, termos esgotado todas as provas dá-nos enche-nos de orgulho e responsabilidade. Vamos retribuir, proporcionando aos milhares de atletas um dia especial. Deixo um obrigado a todos os que tornam estas provas mágicas e desejo boa sorte a todos os participantes!" salienta o presidente do Maratona Clube de Portugal.

Subscreva a Newsletter e receba as notícias em primeira mão