Pedro Pichardo: «Concorrência traz holofotes»

21JUN 06h31

O campeão olímpico do triplo salto, Pedro Pichardo, conseguiu fazer na recente etapa de Paris da Liga Diamante a sua melhor marca do ano (foi 3º com 17,49) e manifestou-se confiante para lutar pelo ouro no Mundial de Eugene (Oregon), nos EUA, entre 15 e 24 de julho. "Todas as provas são para conquistar. Sou muito competitivo. Sou campeão olímpico, mas isso foi no ano passado. Este ano, quero ganhar mais, mais e mais. Já sou campeão olímpico, mas não quero ficar por aqui. Até acabar a minha carreira, vou sempre procurar vencer, ganhar, arrecadar títulos", considerou o luso-cubano, de 28 anos. Pichardo revelou não ter medo da concorrência: "É bom haver uma forte concorrência, porque motiva-me para ir sempre mais longe. E traz cada vez mais os holofotes para o triplo salto."

Detentor da 5ª melhor marca de sempre (18,08), Pichardo continua à procura de bater o recorde mundial do britânico Jonathan Edwards (18,29): "É um objectivo. Mas por enquanto tenho de me preparar para as provas. Tenho as capacidades."

Quanto à preparação, tem corrido bem: "Na pista coberta tinha um problema, atrasou um pouco, mas agora já estou bem para atingir os lugares cimeiros. Vou continuar a trabalhar para evitar os erros e estar no Mundial na melhor forma possível."

Encantado com Paris

Pedro Pichardo ficou encantado com Paris, onde se disputam os Jogos Olímpicos'2024: "O ambiente foi incrível. No meu último salto, as pessoas estavam todas a aplaudir e já se sente que vai ser igual nos Jogos. Vou tentar corresponder às expectativas do público português, para os que vivem em França e para os que viajarão desde Portugal. Quero repetir o título olímpico."

Subscreva a Newsletter e receba as notícias em primeira mão