Jacob Kiplimo: «Ao entrar no último quilómetro percebi que ia bater o recorde do Mundo»

21NOV 12h50

Novo recordista mundial da meia maratona, Jacob Kiplimo assumiu que a EDP Meia Maratona de Lisboa lhe correu na perfeição, mas admitiu que apenas à entrada dos últimos 1000 metros percebeu que o máximo mundial não lhe escaparia. A Record, o campeão do Mundo da meia maratona de Gdynia'2020 explicou ainda o que lhe passou pela cabeça quando viu o relógio na reta final.

"Ao entrar no último quilómetro percebi que ia bater o recorde do Mundo. Nesse momento coloquei na minha cabeça que só tinha de correr o mais rápido possível para chegar à meta", assumiu o atleta ugandês, que desvalorizou o facto de ter feito grande parte da prova sozinho: "Por vezes é bom. O meu treino foi todo feito sozinho. Além disso, sabia que o meu corpo estava em boa forma".

Na sexta-feira, na antevisão à prova, Kiplimo não quis colocar a fasquia tão alta e apontou somente ao recorde do percurso, algo que o ugandês assegura que não foi 'bluff' ou falsa modéstia: "Não podia dizer que ia bater o recorde do Mundo. É melhor diz que vou apenas dar o meu melhor".

A fechar, o novo recordista mundial assegura que Lisboa lhe fica guardada na memória com boas recordações. "As condições foram perfeitas. Espero um dia voltar. Vamos esperar que esta situação da Covid acabe e talvez possa voltar. Vou falar com o meu agente sobre isso".

Subscreva a Newsletter e receba as notícias em primeira mão

Notícias