Vencedor da Maratona de Viena desclassificado por utilizar sapatilhas irregulares

12SET 17h06

A Maratona de Viena, uma das primeiras realizadas com participação massiva na Europa, ficou este domingo marcada por uma situação inusitada e até histórica. O etíope Derara Hurisa, que foi o vencedor masculino, pelo menos aquele que cruzou a linha de meta em primeiro lugar, foi desclassificado por ter utilizado sapatilhas irregulares, entregando de bandeja o triunfo a Leonard Langat, que cruzara a linha de meta uns segundos depois (em 2:09:25, a 3 segundos de Hurisa).

Em causa esteve o facto do atleta africano ter corrido com as Adidas Prime X (na última foto acima), um modelo que não está autorizado pela World Athletics (e também pela organização da Maratona de Viena), tudo por causa da altura da meia sola. O Prime X tem 50mm de altura no calcanhar, quando o máximo permitido pelos organismos internacionais são 40mm. Dez milímetros que significaram a perda de um triunfo, mas também de 10 mil euros, que era o prémio destinado ao vencedor, que certamente farão Hurisa ter mais cuidado numa prova futura...

Quanto à corrida feminina, o pódio foi também totalmente composto por africanas, com a queniana Vibian Chepkirui a vencer com 2:24:29 horas, com mais de um minuto de avanço para a etíope Meseret Dinke (2:25:31) e para Gelete Burka (2:25:38).

Recomendadas

Subscreva a Newsletter e receba as notícias em primeira mão