«Uma vergonha absoluta»: norte-americanos falham final dos 4x100

05AGO 08h38

A sessão matinal do atletismo no Estádio Olímpico trouxe glória para Portugal, mas confirmou que estes Jogos Olímpicos não estão a correr da melhor forma aos Estados Unidos, especialmente em algo em que costumavam ser fortes: a velocidade. O último episódio desse filme de terror aconteceu na estafeta 4x100 masculina, que de forma surpreendente ficou de fora do apuramento para a final.

Composto por Trayvon Bromell, Fred Kerley, Ronnie Baker e Cravon Gillespie, o quarteto norte-americano foi apenas sexto na sua eliminatória (com 38.10) e ficou fora da final, onde estarão China, Canadá, Itália, Jamaica, Grã-Bretanha, Alemanha, Gana e Japão. Os norte-americanos até registaram o oitavo tempo no conjunto das eliminatórias, mas ficaram pelo caminho por conta do facto de o terceiro da outra meia-final ter corrido mais lento - Japão (38.16).

Este falhanço levou a pronta reação de Carl Lewis nas redes sociais, com críticas claras à forma como os seus compatriotas se apresentaram. "A equipa dos Estados Unidos fez tudo errado na estafeta. A passagem do testemunho foi errada, o alinhamento dos atletas foi errado e está mais do que evidente que não há liderança. Foi uma vergonha absoluta e é completamente inadmissível ver uma equipa norte-americana a exibir-se pior do que uma formação amadora", escreveu no Twitter o antigo atleta, dono de 10 medalhas olímpicas, nove delas de ouro, tanto na velocidade (conseguiu dois nas estafetas) como no salto em comprimento.

eq

Recomendadas

Subscreva a Newsletter e receba as notícias em primeira mão