Covid-19: Jamaica renuncia ao mundial de estafetas na Polónia

21ABR 12h58

A Jamaica vai falhar o campeonato mundial de estafetas, em atletismo, a realizar em Charzow, na Polónia, de 1 a 2 de maio, devido às restrições nas viagens impostas pela pandemia de covid-19, foi esta quarta-feira anunciado.

Embora 39 atletas tenham sido convocados para o evento, incluindo os velocistas Elaine Thompson Herah e Asafa Powell, a Federação Jamaicana de Atletismo (JAAA) confirmou a renúncia por meio de uma nota à comunicação social.

"Devido às restrições de viagens existentes inerentes à pandemia, a participação da seleção da Jamaica tornou-se extremamente desafiadora. No interesse dos nossos atletas, decidimos não participar no evento", refere a JAAA em comunicado.

A ausência dos atletas jamaicanos da Polónia, país que tem registado um aumento diário significativo de casos covid-19, surge após as renúncias das delegações dos Estados Unidos da América e da Austrália, que também não vão comparecer.

Jamaica e Estados Unidos são os dois países mais bem-sucedidos nas mundiais de estafetas. Os Estados Unidos somam 31 medalhas, 22 de ouro, sete de prata e duas de bronze, enquanto a Jamaica conquistou 19, cinco de ouro, oito de prata e seis de bronze.

Entre 05 e 18 de abril, 7.091 pessoas morreram na Polónia após terem sido infetadas com o novo coronavírus e nesse período foram registados 249.483 novos casos de covid-19.

Subscreva a Newsletter e receba as notícias em primeira mão