Federação anuncia época de verão a começar em 10 de abril

01ABR 20h58

A Federação Portuguesa de Atletismo anunciou esta quinta-feira que o seu calendário de provas de verão começa já a 10 de abril, depois de ter sido confirmado pelo Governo o regresso das "modalidades desportivas de baixo risco".

O calendário, que foi mantido em suspenso até agora, arranca a 10 de abril com os Campeonatos Nacionais de Marcha Atlética em estrada (20 km), agendados para Almeirim, e os de 10.000 metros, em pista, marcados para Coimbra.

A temporada, de grande atividade para os atletas portugueses, terá pontos altos já no mês de maio (Mundiais de Estafetas, SuperLiga e Taça da Europa de Lançamentos) e no final de julho e início de agosto (Jogos Olímpicos).

Conta ainda com várias outras competições internacionais (Taça da Europa de 10.000 metros em junho), incluindo os escalões mais jovens (Mundiais sub-20, Europeus sub-23, sub-20 e sub-18, entre outras).

Em carta enviada às associações distritais, a FPA esclarece que "os constrangimentos existentes, provocados pela pandemia covid-19, condicionam a organização e calendarização do Quadro Competitivo regional e nacional", pelo que a sua divulgação foi adiada até agora.

"No seguimento da Resolução do Conselho de Ministros n.º 19/2021, está previsto para o dia 05 de abril o levantamento de algumas medidas de confinamento no âmbito do combate à pandemia de Covid-19", recorda a carta, sublinhando que o plano de desconfinamento anunciado prevê a prática das modalidades desportivas de baixo risco, como é o caso do atletismo.

O treino e competição para os escalões jovens será possível a partir dessa data, dependendo em última instância da situação regional e das autoridades locais, segundo as regras aprovadas.

A FPA alerta, no entanto, as associações para o facto de o formato competitivo e as datas das competições estarem dependentes da situação pandémica existente em Portugal e que "o agravamento da situação atual pode comprometer a realização das atividades previstas", pedindo o "cumprimento das medidas de prevenção e das normas de segurança instituídas".

Subscreva a Newsletter e receba as notícias em primeira mão