Sporting avança com despedimentos

13JAN 14h58

O Sporting deu início a um processo de despedimento coletivo, de modo a fazer à quebra de receitas provocada pela pandemia da Covid-19, confirmou Record junto de fonte oficial leonina. Esta decisão aplica-se a 20 funcionários, que já começaram a ser notificados.


Os funcionários em causa são das áreas administrativas, comunicação e apoio. Um dos visados é Paulo Cintrão. A assessoria do futebol passa a ser assegurada por Filipe Dinis que já estava na comunicação.

Os 20 funcionários são maioritariamente da SAD. O Sporting estima uma poupança anual de 1 milhão de euros com esta medida. Não são conhecidos ainda os custos do despedimento coletivo.

Além de Paulo Cintrão, estão na mesma situação André Leitão (coordenador do gabinete das modalidades), Carla Quinaz (gabinete das modalidades), Rosa Duarte (secretária), José Quezada (responsável pelo departamento de sócios) e Carmo Tavares (antiga campeã nacional que desempenhava funções administrativas). 

Subscreva a Newsletter e receba as notícias em primeira mão