Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados destaca trabalho do COP

11JAN 19h13

Filippo Grandi, Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), visitou esta segunda-feira o Comité Olímpico de Portugal (COP) com o propósito de se encontrar com Dorian Keletela (Atletismo) e Farid Walizadeh (Boxe). Os dois jovens atletas refugiados, acolhidos em Portugal, encontram-se atualmente em preparação para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020, com o intuito de integrarem a Equipa Olímpica de Refugiados (EOR), sob o apoio do programa "Viver o Desporto - Abraçar o Futuro", elogiado por Filippo Grandi.

"Muitos jovens quiseram começar a fazer desporto a partir desse exemplo. A mensagem que queremos passar é que este é um modelo para inspirar outros jovens. Muito obrigado por aquilo que fazem pelos atletas", agradeceu o ACNUR.

José Manuel Constantino, presidente do COP, recebeu com entusiasmo as palavras do Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, assumindo que esta é "uma experiência muito interessante" para toda a organização que preside.

"O desporto ajudou-me  muito na minha integração. O desporto é como uma família, fez-me melhor pessoa", atirou Dorian Keletela. Já Farid Walizadeh considerou Portugal a sua "segunda casa", onde tem o objetivo de cumprir "o sonho de chegar aos Jogos Olímpicos."

Por fim, Filippo Grandi não deixou passar em vão o papel desempenhado pelos dois jovens atletas na integração de refugiados que têm chegado a Portugal. "As vossas histórias são histórias muito bonitas. O vosso exemplo é importante para todos, não apenas para os refugiados", concluiu.

Subscreva a Newsletter e receba as notícias em primeira mão