Hervé Poncharal sofreu com Miguel Oliveira: «Foram quase 25 voltas sem respirar!»

22NOV 15h27

No adeus de Miguel Oliveira à equipa, antes de se mudar para a formação oficial da marca austríaca, a Red Bull KTM Tech 3 teve como prenda o segundo triunfo no Mundial, com uma vitória incontestável do piloto luso no Grande Prémio de Portugal. Por isso, era um Hervé Poncharal radiante e orgulhoso aquele que surgiu perante os jornalistas pouco depois da corrida.

"Estamos muito felizes pela vitória, mas também por termos dado ao Miguel a possibilidade de vencer aqui. Sei que era muito importante para ele. Foi um fim de semana perfeito: um tempo fantástico, o circuito, a vitória, a pole, o recorde da pista. Não podíamos ter pedido mais. A única coisa que me deixa triste é o Miguel ir para outra equipa. Mas foi muito bom. Adoramos Portugal!", atirou o chefe da equipa francesa, à SportTV.

Poncharal assumiu ainda que foi um dia tenso, tudo por 'culpa' de Miguel Oliveira. "Agora sinto-me bem, mas desde esta manhã foi tudo muito tenso. Durante a corrida praticamente não consegui falar nem fazer nada. Quando lideras uma prova de princípio a fim é muito difícil. Foram quase 25 voltas sem respirar!"

Subscreva a Newsletter e receba as notícias em primeira mão