Luís Saraiva bateu recorde pessoal mas assume: «Poderia ter retirado uns bons segundos»

18OUT 01h24

Atleta que entrava nos Mundiais de Gdynia com o recorde pessoal mais modesto dos quatro portugueses na prova masculina (1:04.46), Luís Saraiva acabou por ser a grande surpresa (ou confirmação), ao sair da Polónia com um novo máximo, que lhe permitiu 'roubar' 1:03:56, para um 78.º posto final. Ainda assim, e apesar desse novo recorde, assume que poderia ter feito mais e melhor.

"Estou contente, mas não totalmente satisfeito em relação à marca alcançada. Se é certo que cumpri o objetivo que tinha traçado para esta prova, que passava por correr dentro das 1:03 horas, não fico totalmente satisfeito com o desenrolar da prova e com as sensações que fui tendo. A certa altura fiquei num grupo e o que se encontrava à minha frente estava um pouco distante. Nessa altura, ou acelerava bastante e tentava chegar o mais rápido possível ao da frente e com isso gastar energia nesse esforço,  ficava onde estava, ou tentava sair e ficava a meio, sozinho... Acabei por ficar no grupo onde estava o que fez com que o meu ritmo 'morresse' um pouco durante a terceira volta", começou por analisar o atleta do Sp. Braga, em declarações a Record.

Ainda assim, apesar desse momento na terceira volta, que assume ter sido uma má gestão, Saraiva confessa que se sentiu sempre bem, tanto que terminou "bastante forte, com os dois últimos quilómetros em 2.57 e 2.43". "O recorde pessoal deixa-me contente, mas como disse, não totalmente satisfeito. Poderia ter retirado uns bons segundos mas o decorrer da prova não ditou isso e a falta de experiência neste tipo de provas acaba por fazer diferença também".

Em estreia num palco internacional desta dimensão, o atleta natural de Vila Pouca de Aguiar assume ter vivido uma "sensação fantástica". "É um orgulho enorme estar presente numa prova deste nível. Estamos a falar de um campeonato do Mundo, onde está presente a elite ou praticamente toda a elite mundial do atletismo".

Subscreva a Newsletter e receba as notícias em primeira mão