Atletismo de estrada voltou à Rep. Checa

19SET 19h14

Depois de ter sido palco há duas semanas do evento que valeu a Peres Jepchirchir o estatuto de recordista mundial feminina da meia maratona, a Rep. Checa voltou este sábado a dar mais um passo rumo à retoma do atletismo de estrada. Aconteceu na 'desconhecida' cidade de Ústí nad Labem, na zona do norte do país, onde pela primeira vez desde a situação de pandemia se reuniram mais de mil atletas para correr uma prova de estrada, no caso uma meia maratona.

Mais do que a importância dos tempos - que na verdade ficaram bem longe dos recordes fixados por Barselius Kipyego e pela própria Peres Jepchirchir no ano passado -, a corrida checa propôs-se a ser um exemplo a seguir para o resto do Mundo, com a implementação de medidas de prevenção à Covid-19 que, pelo que foi possível perceber, foram cumpridas (quase) à risca. Mas como neste tipo de provas há sempre que destacar os que foram mais fortes a chegar à linha de meta, de apontar que a vitória foi para o ucraniano Bohdan-Ivan Horodyskyi (1h03m54) e para a alemã Kristina Hendel (1h13m29).

Ao todo, segundo os resultados apresentados pela organização, participaram no evento principal cerca de 1500 atletas, divididos pela meia maratona (1200), pela estafeta de quatro elementos (140) e ainda pela prova de duplas (130). Pela manhã, refira-se, realizou-se também uma Family Run sem fins competitivos, na qual estiveram presentes várias centenas de corredores.

Subscreva a Newsletter e receba as notícias em primeira mão