Maratona de Valência vai ter corrida de elites

11SET 14h16

Poucos dias depois de ter anunciado o cancelamento da prova popular, a organização da Maratona de Valência confirmou esta sexta-feira aquilo que se esperava, ao comunicar que irá ser realizada uma prova de elites no dia 6 de Dezembro, num programa que contará em paralelo (mas em horários distintos) com a realização de uma meia maratona.

Uma decisão comunicada após acordo com as autoridades locais, e com o forte apoio financeiro da Fundação Trinidad Alfonso, e que tem como propósito permitir aos atletas ainda em busca de marca olímpica terem aqui a sua chance de qualificação, mas também com a ambição clara de alcancar registos rápidos e, quem sabe, recordes mundiais, tanto na meia como na maratona.

Ainda que não revele grandes pormenores (nomeadamente a nível de percurso), a organização valenciana refere desde já que o pelotão ficará limitado a 300 atletas (250 para a maratona e 50 para a meia maratona), que serão convidados por um painel de seleção - que no ano passado foi encabeçado por Marc Roig, um homem da confiança de Eliud Kipchoge e profundo conhecedor do atletismo africano.

Em tempos de pandemia, a realização deste evento obedecerá a um rígido esquema de segurança e de higiene, no qual se destaca o facto de ser criada uma 'bolha' da qual os atletas não poderão sair. Por outro lado, será destacada uma equipa médica exclusiva, isto para lá de um sistema de testes à Covid-19 bastante apertado.

Subscreva a Newsletter e receba as notícias em primeira mão