Federação de Atletismo aplaude regresso do quadro competitivo normal

31JUL 01h08

A Federação Portuguesa de Atletismo (FPA) saudou esta quinta-feira a retoma da atividade sem os constrangimentos causados pela pandemia de covid-19, com o presidente da entidade, Jorge Vieira, a realçar a importância da decisão governamental para a modalidade.

"Esta decisão vem ao encontro do desenvolvimento da situação e ao encontro das nossas atividades. Nós já temos mais de 90% da competição normalizada, faltava-nos, naturalmente, eliminar alguns constrangimentos, principalmente nas corridas, nomeadamente nas séries das provas de velocidade e das corridas em linha", assinalou o líder da FPA.

O atletismo pode retomar o quadro competitivo normal já a partir de sábado, depois da decisão tomada em Conselho de Ministros que reabre a atividade desportiva para todas as modalidades, com a sua prática regular, sem alterações.

Face a esta decisão, a FPA vai realizar os campeonatos nacionais com as regras tradicionais, mas mantendo a "atitude cívica perante a época" marcada pela pandemia.

"A nossa modalidade tem de aproveitar a oportunidade", concluiu Jorge Vieira, após a reunião preparatória de realização dos Campeonatos Jovens que se realizarão este fim-de-semana.

Nesta fase, em vésperas da competição, "não haverá alterações ao que estava planeado, mantendo-se a realização dos Campeonatos Nacionais de sub-18 e sub-20 nas diferentes pistas, para evitar grandes deslocações dos atletas, nem aos programas anteriormente anunciados. O mesmo se passará em relação aos campeonatos vindouros (de Portugal e Nacionais de Clubes)", informou a FPA.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 667 mil mortos e infetou mais de 17 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.727 pessoas das 50.868 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Subscreva a Newsletter e receba as notícias em primeira mão