Sarri: «Ronaldo ficou muito sozinho na frente»

14FEV 00h15

Maurizio Sarri admitiu que a Juventus não atravessa o melhor momento da época mas sublinhou que o empate (1-1) frente ao Milan acabou por ser um bom resultado.

"Vínhamos de um jogo mau [derrota em Verona, para a Liga] mas obtivemos um bom resultado. Estivemos melhor em termos de passes mas continuamos a falhar no último terço e é um processo que temos de melhorar", afirmou o treinador da vecchia signora à Rai Sport após a 1ª mão das meias-finais da Taça de Itália.

O técnico italiano abordou a performance do meio-campo da Juve e reconheceu que a equipa não teve capacidade para apoiar Cristiano Ronaldo. "Pjanic fez um bom jogo, Ramsey esteve muito bem nos primeiros 40 minutos e depois caiu. Ronaldo ficou muito sozinho na frente", sustentou.

Sarri considerou ter faltado rigor e agressividade defensiva à Juventus e o técnico italiano lamentou a forma como a equipa consentiu o golo marcado por Rebic. "Temos de trabalhar para evitar alguns golos como o de hoje, por exemplo, que nascem de cruzamentos lentos e fáceis de defender, na minha opinião. Também não devíamos ter permitido que Ibrahimovic entrasse na nossa área, mas não fomos suficientemente agressivos."

Lance do penálti

"Eu não gosto da regra, mas não é por eu não estar de acordo com a lei que me vou dedicar ao crime. 10 minutos antes houve um cotovelo na cara de Cuadrado e era grande penalidade." 

Jogo com o Inter no horizonte 


"Faltam 15 dias. Agora não estamos bem, mas talvez no dia 1 de março já estaremos. Contudo, no jogo desta noite recebi indicações positivas."

Subscreva a Newsletter e receba as notícias em primeira mão