New Balance FuelCell Impulse: Rapidez, leveza e conforto numa autêntica 'meia'

Aí está um dos modelos em que a New Balance mais aposta para a nova estação.

Autor: Fábio Lima

Wow! Esta foi a sensação que tive quando coloquei nos pés as novíssimas FuelCell Impulse da New Balance… Dito isto, já conseguem certamente perceber que vem daí uma análise positiva ao modelo da marca norte-americana, certo? Estão corretos! Porque estas FuelCell prometem dar mesmo muito que falar.

Primeiro de tudo, vamos contextualizar: este modelo Impulse é o sucessor do FuelCell original, lançado em 2017, apresentando novidades praticamente em todos os aspetos. Aquele que mais se nota é o peso. O original tinha 302 gramas; o Impulse tem… 230! São menos 70 gramas nos pés, que tornam definitivamente este modelo numa opção para performance, ao contrário do seu antecessor, que era rotulado como sendo dessa categoria, mas que nada tinha da mesma.

Continuando a falar de novidades em comparação com o modelo de 2017, o Impulse apresenta o upper totalmente renovado, tranformando-se numa espécie de meia, ao contrário do modelo mais tradicional que era o anterior. Mas vamos à análise ponto a ponto…

Upper: uma autêntica meia

Revestido por um mesh tipo jacquard incrivelmente fino em praticamente toda a zona superior (tem apenas uma placa de TPU na zona do contraforte do calcanhar), este FuelCell Impulse encaixa como uma meia nos nossos pés, dando desde logo uma incrível sensação de conforto, especialmente pela forma como os envolve logo à minha primeira utilização. O mesh, para lá de ser fino, é bastante respirável, mercê das variadas aberturas na zona superior e lateral.

Sem qualquer linha de estrutura na zona superior, o FuelCell Impulse é um dos modelos mais maleáveis que testei, tendo a capacidade de se moldar a todo o tipo de pés, permitindo-lhes andar bastante soltos ao longo da corrida. O que pode ser bom… e mau. Bom porque nos dá liberdade ao pé ao longo da corrida, impedindo aquela sensação de asfixia que por vezes sentimos naqueles modelos mais rígidos e estruturados, mas também pode ser mau para quem tem um pé algo mais ‘estreito’, pois aí vamos andar ali a ‘nadar’. Por outro lado, por ter esta maleabilidade, o FuelCell Impulse acaba por não ser tão responsivo quanto outros em percursos que exijam mudanças bruscas de direção. Mas se o percurso não tiver um perfil desse género, então é mesmo perfeito.

Por final, de assinalar a zona do calcanhar, que possui um contraforte externo, bastante flexível, permitindo ao nosso tendão de Aquiles estar seguro e ao mesmo tempo confortável durante as nossas corridas.

E agora esquecendo toda a parte técnica, o que dizer deste visual?

Uma meia-sola na vanguarda

Na zona da meia-sola reside aquilo que torna estas FuelCell Impulse umas sapatilhas autenticamente voadoras: a combinação entre o FuelCell e o RevLite, que providencia conforto e responsividade à nossa corrida. A primeira tecnologia é uma espuma de nitrogénio injetado, um composto mais leve do que o RevLite, que recupera a sua forma após cada passada bem mais rápido do que o normal, permitindo que a resposta seja super eficiente, que combinada com o referido REVLite nos dá uma corrida confortável, rápida e responsiva.

De resto, nota para o facto de a New Balance ter optado neste modelo por apenas colocar o FuelCell na zona do antepé, ao contrário dos outros modelos com esta tecnologia, que o apresentavam ao longo de toda a meia-sola. Esta mudança permite à sapatilha ser leve, mas ao mesmo tempo confortável e responsiva, ao aliar as duas tecnologias já faladas.

Com estas características, as FuelCell Impulse tornam-se um modelo indicado para quem aterra com o meio-pé (promove mesmo que os corredores menos habituados o façam), permitindo dessa forma que sejamos projetados para a frente a cada passada. Isto dar-nos-á aquela sempre agradável sensação de termos de correr rápido, ainda que seja totalmente possível rodarmos de forma tranquila nestas máquinas.

De resto, o facto de ter 6mm de drop acaba igualmente por nos dar uma sensação bem mais natural de corrida, o que ajuda também a promover ao já falado aterrar de meio-pé.

Uma sola para todos os terrenos

Se na meia-sola reside um dos pontos mais positivos desde FuelCell Impulse, na sola também há muito a elogiar. De visual agressivo, esta sola apresenta borracha injetada praticamente em toda a zona do meio para a frente (ideal para quem aterra de meio-pé…), para lá de dispor de uma pequena placa deste material na zona exterior do calcanhar.

Mas o que chama mais à atenção é a forma como os tacos estão colocados, com um pequeno desvio de 10º, o que acaba por permitir uma tração incrivelmente segura e responsiva. Algo que experimentei tanto em estrada como em terra (isto num treino de velocidade). Respondeu em ambas as situações de forma perfeita, sem qualquer ‘fuga’ de trajetória.

Conclusão

Se estão numa de correr rápido, mas não dispensam algum amortecimento e conforto, agarrem-se a estas FuelCell Impulse. Sem hesitar. Para lá de serem bastante atrativas visualmente, estas sapatilhas representam um grande salto entre o modelo original para esta evolução, tanto na leveza como na forma como o nosso pé fica confortável dentro dele. Com um mesh respirável e bastante adaptável, as FuelCell Impulse são um modelo altamente responsivo, ideal para quem quer fazer treinos e provas rápidas sem massacrar o seu corpo com o impacto da passada.

E depois há a questão da durabilidade, tantas vezes sacrificada pelas marcas que querem colocar no mercado modelos leves, desenhados para quem quer correr rápido. Estas FuelCell Impulse acabam por dar o melhor dos dois mundos, pois para lá da leveza, também nos dão uma sola com uma durabilidade bastante interessante. Basta ver que ao final de 100 quilómetros de utilização sempre bastante exigente (com treinos rápidos e com várias mudanças de velocidade), a sola está praticamente sem um gasto de realce.

Dados técnicos

Peso: 232 gramas (modelo 43 masculino)
Categoria: performance
Arco: normal
Drop: 6mm (calcanhar: 23 mm/biqueira: 17)
Tipo de passada: neutra
Preço de lançamento: 140 euros

 

Subscreva a Newsletter e receba as notícias em primeira mão