De um campo de refugiados no Gana ao Bayern Munique: a incrível história de Davies

14SET 14h03

O canadiano Alphonso Davies tem apenas 17 anos, joga na MLS, ao serviço dos Vancouver Whitecaps, e já foi contratado pelo Bayern Munique, por 19 milhões de euros. Uma vida de sonho? Talvez não.

Davies nasceu num campo de refugiados, no Gana, em 2000 (a 2 de novembro), onde passou os primeiros 5 anos de vida. Os pais tiveram de fugir da guerra civil da Libéria, de modo a poderem sobreviver. 

"Tínhamos de passar por cima de cadáveres quando saíamos para procurar comida", conta a mãe, Victoria Davies.

O pai, Debeah, dá mais detalhes "Era perigoso e muito duro viver ali. Para se sobreviver era necessário ter armas. E nós nunca quisemos ter armas."

A solução foi sair do país. Durante dias e dias percorreram centenas de quilómetros, acabando por encontrar abrigo no campo de refugiados de Buduburam, no Gana.

Foi ali que nasceu o filho mais velho do casal, Alphonso. Mais tarde, quando a criança já tinha 5 anos, conseguiram um visto para entrar no Canadá e fixaram-se em Edmonton.

O pequeno Alphonso começou a jogar futebol depois da escola no âmbito de um programa que visava ajudar crianças desfavorecidas, até que foi visto por um olheiro dos Whitecaps.

Há dois anos, com apenas 15, o jovem craque estreou-se como profissional na equipa B dos Whitecaps e um mês depois marcou o seu primeiro golo.

No verão desse ano o treinador da equipa principal apostou nele e lançou-o na MLS, tornando-o no segundo jogador mais jovem de sempre a estrear-se na competição, depois de Freddy Adu. 

E ele correspondeu. As características de Alphonso - porte atlético, velocidade, bom ritmo e muita vontade - chamaram a atenção dos olheiros do campeão alemão, que já garantiu a contratação do jovem craque. Vai mudar-se para a Alemanha em janeiro, com 18 anos feitos.

Subscreva a Newsletter e receba as notícias em primeira mão