«Encontrei Messi absolutamente sozinho e a chorar como um bebé»

14SET 13h02

A imagem correu mundo em 2016: Messi, em pleno relvado, desolado após ter perdido a final da Copa América frente ao Chile, uma derrota que fez com que chegasse a renunciar à albiceleste durante alguns meses. Agora, passados dois anos, Elvio Paolorosso, preparador físico do selecionador da altura, Gerardo Martino, descreveu o momento que o craque do Barcelona viveu nas horas seguintes ao encontro que foi resolvido nos penáltis.

"Foram muito difíceis os momentos depois do jogo no balneário, mas o pior foi depois. Às duas da manhã, mais ou menos, fui encontrar o Leo [Messi] sozinho, absolutamente sozinho, a chorar como um bebé que tivesse acabado de perder a mãe. Estava em baixo, sem que ninguém o pudesse consolar. Abracei-o e chorámos um bocado os dois", afirmou num programa de rádio argentino.

E prosseguiu: "Trabalhei com Messi no Barcelona e na Argentina e a única coisa que tenho a dizer são palavra de agradecimento. Sempre colaborou para que tudo corresse bem".

Subscreva a Newsletter e receba as notícias em primeira mão