Parlamento aprova voto de louvor a Nelson Évora e Inês Henriques

06SET 20h20

A Comissão Permanente da Assembleia da República aprovou esta quinta-feira, por unanimidade, um voto de louvor aos atletas Nelson Évora e Inês Henriques pelas vitórias no Campeonato da Europa de Atletismo de 2018, realizados em Berlim, em agosto.

Este foi um de seis votos de louvor e saudação por vitórias no desporto e na dança hoje aprovados, todos por unanimidade, na reunião da Comissão Permanente, que substitui o Plenário da Assembleia da República em período de férias parlamentares.

Nos europeus de Berlim, Nelson Évora e Inês Henriques ganharam a medalha de ouro no triplo salto e nos 50 Km marcha, respetivamente, e o parlamento saúda os dois atletas e a Federação Portuguesa de Atletismo, no voto de louvor hoje aprovado, apresentado pelo CDS-PP.

No texto, refere-se que Nelson Évora reforçou "o seu lugar na história" do triplo salto, alcançando "um título que faltava num currículo impressionante", em que se destaca o ouro nos Jogos Olímpicos de 2008, em Pequim, e que Inês Henriques "confirmou a sua excelente forma", depois "do recorde do mundo e do título mundial na modalidade, conquistados em 2017, em Londres".

Também por proposta do CDS-PP, o parlamento aprovou um voto de louvor pelas vitórias do canoísta Fernando Pimenta no Campeonato do Mundo de Canoagem que decorreu em Montemor-o-Velho, em agosto, em que revalidou o título dos 5.000 metros em K1 e conquistou também a medalha de ouro em K1 1000 metros.

"O percurso de Fernando Pimenta é um orgulho para Portugal. Tornando-se no melhor canoísta português de todos os tempos, Fernando Pimenta é um enorme exemplo e um ídolo para milhares de jovens atletas que gostam e praticam desporto", lê-se no documento.

Foi igualmente aprovado um voto de saudação a toda a delegação portuguesa neste Campeonato do Mundo de Velocidade de Canoagem e de Paracanoagem, apresentado pelo PSD, no qual se salienta que "Portugal se fez representar com a maior delegação nacional de sempre em provas deste género".

Por outro lado, o parlamento aprovou um voto de louvor ao bailarino António Casalinho pelas vitórias alcançadas no Concurso Internacional de Ballet de 2018, realizado na Bulgária, em julho, no qual "conquistou a medalha de ouro na categoria de juniores, o prémio especial para jovens talentos Emil Dimitrov, e ainda os prémios especiais para os bailarinos mais promissores e para os mais jovens em competição".

A Assembleia da República saúda e felicita António Casalinho", aluno do Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sanchez, de Leiria, salientando que, "com 15 anos, era o mais jovem bailarino da prova e foi o primeiro português a chegar à final em 54 anos de história do concurso" e apontando-o como "exemplo de esforço, trabalho e perseverança".

Outro voto de louvor aprovado, por proposta do CDS-PP, enaltece as vitórias de atletas portugueses no Campeonato da Europa de Atletismo Adaptado, em agosto, em Berlim, "sete medalhas de ouro, sete de prata e três de bronze, totalizando 17 subidas ao pódio".

Nas votações desta quinta-feira foi ainda aprovado um voto mais global "de saudação pelas recentes vitórias do desporto português", proposto pelo presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, no qual se considera que este foi "um verão de ouro" no plano desportivo nacional.

Neste texto, são mencionadas as vitórias da Seleção Nacional de Futebol de Sub-19 no Campeonato Europeu, os resultados nos europeus de atletismo, nos mundiais de canoagem e no Campeonato do Mundo de Juniores de Muaythai, que decorreu em agosto em Banguecoque, na Tailândia, com uma medalha de ouro para Joana Alves e duas de prata para João Colaço e Gonçalo Noites.

Subscreva a Newsletter e receba as notícias em primeira mão